Blog Multioffice Escritório Virtual
  • Multioffice Escr. Virtual

Construindo Uma Equipe Apaixonada que Gera Resultados Mesmo Sem Você Cobrar

Atualizado: 3 de Dez de 2019



Será que seus marinheiros (colaboradores) acreditam na missão e na jornada que sua empresa tem hoje?...


Vamos para mais uma dica.

Que bom!

Ter uma equipe que gera resultados é bom, e uma equipe que gera resultados sem você cobrar é melhor ainda, não é verdade?

E essa é a dica da vez que a empresa Multioffice Escritório Virtual coloca à sua disposição.

Antes, queremos aproveitar para falar um pouco de nossa proposta.

Trabalhamos há mais de 20 anos no mercado pernambucano com o conceito de oferecer salas compartilhadas ou privativas para fins de escritório e também sala para reuniões do tipo palestras, treinamentos ou simplesmente reuniões de negócios.

Além de tudo isso, junto com as salas com toda infraestrutura de mobília, internet e etc.

Oferecemos também serviços administrativos como atendimento telefônico personalizado para cada negócio, recepcionista ao vivo, tratamento de correspondências, endereço comercial, domicílio fiscal e outros serviços.

Ah, a localização é estrategicamente privilegiada nas três cidades na qual atuamos, são elas: Recife, Olinda e Paulista-PE.

São três ótimos endereços para pessoas a fim de investir na região.

Seja uma startup, empresa ou profissional solo início de trajetória ou já com experiência.

Certamente temos local ideal para ajudar as pessoas rumo ao sucesso com o seu empreendimento.

Valor de tudo isso?

Entre em contato conosco.

Temos planos flexíveis e ajustáveis ao seu bolso.

Converse com a gente, você pode até agendar uma visita sem compromisso.

Nós também apoiamos o empreendedorismo.

Acompanhe a dica a seguir e boa leitura!

Muita gente adora comer, não é verdade?!

Outros gostam tanto de falar quanto de comer.

Essa característica é notória em diversas famílias.

Seja massas, frutos do mar, saladas e etc.

E conversar, claro.

Duas especialidades de muitos: comer e conversar (rs).

Imagine o seguinte, você entrar num restaurante japonês. Olha o cardápio com várias opções.

Você pede a comida, consume e, na hora de pagar, vai ao caixa.

Daí, lá no caixa, encontra uma senhora, que lhe atende.

Então começa a conversar com ela.

Perguntando sobre o restaurante, sobre a decoração...

Papo vai e papo vem, daí você comenta assim:

“Nossa, os sushis daqui são bons, né?”

A resposta, para todos, foi uma surpresa e tanto.

Jamais imaginamos, mas é real, pode acontecer.

Imagine a resposta:

“Eu não sei.

Eu não entendo muito bem porque eu não como sushi”.

Nesse momento é quase certo olharmos de olhos arregalados e ter a seguinte reação:

“Oi? Como assim?”.

Foi quase um meme.

E ela completou:

“Acho melhor churrasco do que sushi”.

Aí, pronto.

Nesse momento, ficamos quase sem ter o que responder.

Podemos até achar que ela seja uma funcionária do restaurante.

Mas, não. Pra uma surpresa ainda maior, imagine ela sendo a DONA.

Ela era a dona do negócio e não comia sushi!

O que a gente pode pensar sobre isso?


Como é que você vai ser dono de uma churrascaria se você é vegetariano?

Como é que você é dono do restaurante que vende sushi e não come sushi?

Como é que você tem uma empresa de pintura e não gosta de pintura?

Seus Marinheiros Acreditam No Seu Negócio?

Você é o capitão do seu navio.

Sua empresa é um navio.

Sua equipe são os marinheiros, remando, remando para fazer a empresa andar para frente.

E você é o capitão, a pessoa que dá a rota e a modifica estrategicamente conforme o caminho vai se apresentando.

É você que tem a visão do negócio e guia os seus marinheiros.


Será que seus marinheiros acreditam na missão e na jornada que sua empresa tem hoje?

A gente se preocupa muito em vender para clientes e encontrar novos, que vão comprar nossos produtos.

Mas será que, como capitão do nosso navio, usamos o tempo necessário para vender para a nossa equipe?

Se um soldado não acredita na missão da guerra, ele não vai se empenhar para vencer a batalha do dia a dia.

Se o soldado é seu funcionário e vive isso, sua empresa vai sofrer com isso.

Os seus soldados acreditam no propósito da guerra que você tá montando?

Será que hoje você não tem, no meio da sua equipe, pessoas que acham besteira o que você faz?

Estão ali só pelo dinheiro, pelo emprego, ou “enquanto não arranjam algo melhor”? Sei lá.

Se ela não acredita na missão da guerra ela não vai se empenhar para vencer a batalha do dia a dia.

E a empresa vai sofrer com isso.

Por Que Estamos Perguntando Tudo Isso a Você?

Porque tem um departamento que é o coração da sua empresa: A comunicação.

A comunicação da sua empresa tem que ser uma extensão da sua visão e missão de negócio.

Uma boa equipe faz toda a diferença.

E que um dos segredos dos empresários bem-sucedidos é ter pessoas realmente boas e engajadas em sua equipe.

Contratar ótimos profissionais para cargos de supervisão dentro de suas respectivas áreas, que será responsável por passar aos demais funcionários de cada departamento a sua visão e missão de negócio.

E aí tá valendo a pena essa seção de leitura? Confira também:

11 Razões Pelas Quais um Escritório Virtual é um Movimento Inteligente Para Seus Negócios


Atuar em níveis estratégicos e táticos dentro do seu Departamento.

E, então, você deve estar se perguntando: como eu faço para ter uma equipe engajada?

Ou melhor:

Como Eu Transmito a Visão e a Missão do Meu Negócio Aos Meus Funcionários?

Se você olhar os filmes de guerra, você vai ver cenas dos soldados escrevendo para casa e recebendo cartas...

Pois, é.

Muita gente sempre se pergunta, durante muito tempo, por que o Exército vai se preocupar em mandar carta.

É época de guerra, tem que se preocupar em vencer as batalhas.

E a pessoa vê a família quando voltar para casa.

Mas o Exército sabe que o soldado que tem esperança, que tem boas notícias de casa, que tem o lado emocional e afetivo mais bem cuidado, vai lutar muito melhor.

Vai ter motivação.

E vai entender que ele faz parte de algo maior.

Nós, como capitães do navio, precisamos criar estrutura para que a mensagem chegue aos marinheiros.

E criar demonstrações na prática do propósito da empresa sendo vivido para que cheguem nessas pessoas.

Assim, ele vai se sentir motivado e animado de saber que há algo maior por trás.

O Que Você Pode Fazer Para Saber Se Os Seus Marinheiros Estão Acreditando No Propósito do Navio

Guarda bem essas três dicas. Elas podem fazer muita diferença para você.

1. Não Contrate Capacidade Técnica. Contrate Perfil

O que isso quer dizer?

O perfil comportamental que a pessoa tem não tem nada a ver com a formação técnica dela, ou com a capacidade que ela tem de fazer alguma coisa.

Isso é como ela reage e age em determinadas situações.

Faz parte do perfil dela, do comportamento dela.

É muito mais importante que a capacidade técnica.

Para você descobrir o perfil comportamental das pessoas há ferramentas.

Duas tecnologias podem te ajudar a descobrir o perfil da sua equipe e até mesmo o seu.

O primeiro é o método DISC, que avalia o comportamento das pessoas em um determinado contexto.

O segundo é o método Quantum, que mensura com fidelidade alguns aspectos da estrutura comportamental do ser humano.

Se você fizer uma rápida pesquisa no Google vai encontrar quaisquer destes dois métodos.

Vai lá, mas volte para ler esse outro tema depois. ok?

2. Observe os Hobbies Da Sua Equipe

O que sua equipe faz quando tem tempo livre?

Quando eles não têm que fazer nada?

Quando não tem ninguém cobrando?

Quando estão em casa?

No fim de semana?

Viajando?

Os hobbies dizem muito sobre o perfil de uma pessoa.

Você precisa olhar, hoje, onde o coração da sua equipe está.

Às vezes, está tão desconectada do que você faz, que existe, sim, uma chance real dessa pessoa, mais cedo ou mais tarde, sair.

Quer um exemplo?

Imagine uma personagem chamada Maria

Ela é a assessora de imprensa e trabalha com você, na empresa.

Nos tempos livres dela, ela gosta de ir aos cafés com o seu notebook para escrever suas poesias.

Um hobby fundamental para que ela continue fazendo muito bem o que faz de melhor.

Que é escrever com uma certa sensibilidade.

3. Pergunte Como Sua Equipe Gostaria de Ser Recompensada

Pergunte um por um.

Não em geral.

Quando você conversa individualmente, você sabe como exatamente a pessoa gostaria de ser recompensada.

Mas fique atento.

Nem sempre seus funcionários são movidos por aumento de salário.

É claro que todos gostam de ganhar bem e ganhar mais.

Mas se sua equipe só consegue ficar motivada mediante valor financeiro, ligue o alerta vermelho.

Muitas vezes, a recompensa para um funcionário é um dia de folga, ou fazer um curso, ou ganhar um livro, e outras coisas que não envolvem só dinheiro.

Há coisas simples que são muito importantes para as pessoas.

E a gente não sabe simplesmente porque não pergunta.

Não esqueça que soldados que acreditam na guerra vencem as batalhas que eles lutam.

Ok? Leia também:

A Preocupação Com o Seu Posicionamento e Influência nos Negócios Pode Lhe Atrapalhar!


Somos empresa associada: Associação Nacional de Coworking e Escritórios Virtuais

#escritoriosemrecife #escritóriosinteligentesrecifepe #escritóriomobiliadorecife #alugueldesalaporhorarecife #domicíliofiscalpaulistaPE #domicíliofiscalrecifePE #escritoriovirtualemrecife #salacomercialemrecife

ANCEV Associação Nacional de Coworking e Escritórios Virtuais

© 2018 - Multioffice Escritório Virtual | Rua Silveira Lobo, 32 - Casa Forte - Recife - PE | CEP: 52061-030