• Multioffice Escr. Virtual

Não Traga o Momento da Crise Econômica do País Para Dentro do Seu Negócio

Atualizado: há 2 dias



Como está o cenário para se empreender no Brasil?


Como empreendedores, precisamos dar certo juntos com as pessoas e devolver um pouco desse processo para sociedade.


Obviamente o nosso país tem bastante complexidade e que em outros lugares, essa questão já está bem resolvida, mas analiticamente, notamos que hoje no Brasil, temos um percentual acima de 40% do PIB no qual já começa sem emprego em pequenas e médias empresas, em termos de resultados econômicos fica em torno dos 25%, em países como a França e Itália, este percentual já ultrapassa os 60% do PIB.


Então quando existe pequenas e médias empresas gerando mais de 50% do valor do PIB, o país deixa de depender das grandes empresas e passa a depender efetivamente desta capacidade de inovação e de empreendedorismo.


Estamos neste caminho, temos visto claramente esse processo evolutivo em número de empresas, qualidade dessas empresas, qualidade dos empreendedores e os resultados.


Percebe-se também uma variedade de novas empresas querendo participar do mercado.


Embora estejamos passando por um momento nada favorável, somos totalmente otimista quanto ao empreendedorismo.


O Multioffice Escritório Virtual entende quanto o empreendedorismo é importante para nossa sociedade.


Baixe seus custos com escritório. Faça um Orçamento aqui. É sem compromisso!


Temos tudo pronto num só lugar: salas para escritório, sala para reunião, sala para treinamentos, recepção, sala de espera, atendimento telefônico personalizado, estacionamento, endereço fiscal, endereço comercial, estações de trabalho (coworking), possibilidade de ampliar sua rede de contatos profissionais (networking) e planos acessíveis ideal para empresas, startups e profissionais independentes.


A seguir, descrevemos nossa visão superinteressante sobre a atual crise, vamos externar dicas de como elaborar uma determinada estratégia para o crescimento de qualquer empreendedorismo, independente da atual situação de mercado que o país atravessa.


Precisamos entender que o Brasil tem um histórico, infelizmente, de passar por várias situações desfavoráveis, economicamente falando, com inflação que já chegou 100% ao mês. Entendemos que é necessário implementar grandes reestruturações no tocante ao universo corporativo para driblar momentos como esse.


Para tal, descrevemos abaixo o nosso ponto de vista com intuito de auxiliar aqueles que estão na jornada do empreender:


1. Não traga o momento de crise econômica do país para dentro da empresa.

É certo afirmar que o Brasil tem suas complexidades que em outros lugares já são bem menos.


Mas ainda sim, devemos notar um número positivo de qualidade evoluindo, a cada dia temos um fluxo novo de diversas empresas objetivando ingressar nos seus respectivos mercados, notamos também que hoje, existe uma vantagem em desenvolver trabalhos com Startup´s, nesse nicho, não existe a temida crise, pois a conversa é totalmente diferente de empresas grandes.


Nessa área o que se fala é, "pretendo ter um crescimento em torno de 200% neste ano" e isso se quer, sem se preocupar com o dólar. Caso todos nós pararmos para dialogar sobre a crise, estaremos caminhando o rumo a desistência nos negócios. Isso é algo que devemos evitar.


Sendo empreendedor, temos que entender que não queremos variáveis do universo macroeconômico, gerimos puramente um grupo de pessoas, claro que não estamos afirmando aqui para sermos omisso quanto à crise, afinal, sabemos que ela existe e isso é fato, não se pode negar.


Todavia, é salutar a participação e posicionamento em assuntos relacionados com essa tal crise, mas, inteligentemente devemos evitar levá-la para dentro do nosso empreendimento.


Leia também:

Evite algumas das armadilhas que muitos empreendedores costumam cair.

2. Veja as oportunidades, tire proveito do potencial baixo de competitividade no Brasil


É certo que ainda temos oportunidades de desenvolvimento presentes em vários setores do país, sobretudo, nossa classe média é muito robusta e as empresas de grande porte, por mais bem estruturadas que sejam, não conseguem dar solução de alguns problemas existentes que uma empresa de pequeno porte simplesmente pode solucionar.


Ou seja, isso significa oportunidade, tem espaço para todos! Numa empresa de pequeno porte, normalmente temos muito mais flexibilidade, em especial, no tocante a receita. No ecossistema de empreendedorismo americano por exemplo, seria extremamente difícil se diferenciar, já no nosso cenário, temos um reduzido contingente de pessoas galgando atingir os mesmos nichos de mercados.


3. Quanto aos riscos sempre vão existir, é necessário priorizar alocação de recursos.


Todo risco, necessariamente não são agravados em um período turbulento no mercado.


O empreendedor só deve apenas se preocupar com algo: gerar e manter caixa. Ao contrário disso, todo e qualquer negócio fica sufocado correndo o risco de não sobreviver a tempestade.


Daí podemos chegar à seguinte conclusão: o caixa do meu negócio dá para passar momentos de turbulência? Ok! Mas talvez preciso crescer ou mesmo contratar menos, ser ainda mais espartano ao fazer investimentos, todavia, não precisa, necessariamente, parar de crescer.


É quase impossível percorrer o caminho inverso encolhendo o negócio para a grandeza. Só que de forma bem básica, a alocação de recursos faz parte de um estratégia, por exemplo: dinheiro e pessoas.


Em especial, é necessário que se estabeleça determinados objetivos para as pessoas e disponibilizando recursos de ordem financeira alocados para isso. Então, caso venha a dar errado, existirá uma reserva guardada para fazer um outro investimento.


4. Devemos fomentar a cultura de atenção às pessoas e também a inovação.


Independente da carreira profissional que seguimos, ou da nossa formação, uma das maiores dificuldades é sair de uma posição e migrar para outra posição profissional, como por exemplo: sair da área de analista financeiro e começar a atuar como gerente de planejamento.


A mudança é que se deixou de ser um profissional técnico para fazer a gestão de pessoas, isso pode se tornar um tanto quanto difícil, contudo, ter um colega que possa nos substituir eventualmente, pode tornar as coisas muito mais fáceis no dia a dia.


Todos que ocupam um cargo de chefia, tem uma limitação: são apenas 24 horas do dia. Caso queira tomar todas as decisões, obviamente não vai dar certo.


Mas o oposto disso, conseguir fazer com que outros membros da equipe tomem decisões e simplesmente aceitar o convívio com erros, certamente a possibilidade de crescimento torna muito maior, já que, para não cometer determinados equívocos, a pessoa que ocupa o cargo de funcionário, normalmente se esconde no canto: não corre risco e o empreendimento fica estagnado.


Implementar uma cultura organizacional, vai permitir a inovação, e essa, devendo se tornar um processo constante.


Um fator a ser notado, é que quanto mais as pessoas sentem o que se espera delas, ainda mais eficiente se torna o processo. É necessário deixar os fatos bem transparentes. Assim, as pessoas se sentem "autorizadas"a correrem riscos.


Existe uma diferença muito grande quando alguém erra e afirmarmos o seguinte: “o fulano errou”, então a pergunta deve ser: “Ok! Erramos, então o que vamos fazer agora?". o inverso disso, se falamos "seu burro, porque você não conseguiu?", o processo já era - de uma próxima vez ele não vai querer tentar mais.


Leia também:

veja de que forma a multinacional P&G transformou os costumes dos consumidores a seu favor.


Ter sucesso junto com aqueles que trabalham ao seu lado, também faz parte de um bom empreendedorismo.


Nós do Multioffice Escritório Virtual e Mister Empreendedor somos motivados sempre pela capacidade de fazer toda a diferença em um determinado ambiente.


Estamos, nós não somos! Ou seja, quando deixamos de ser o executivo, por exemplo, percebemos que aquele nosso contato não nos liga mais e nem está nem aí para a gente. Ao observarmos isso, nos damos conta de que, se estamos em uma posição específica, não é pelos benefícios materiais, é por uma missão.


Logo, quando chegamos em uma etapa da nossa carreira profissional, podemos encontrar oportunidades de fazermos muita diferença, daí seguimos em frente.


É extremamente importante reconhecermos que a sociedade, mais do que nunca, depende quase que exclusivamente do crescimento de empreendedores existentes nesse nosso vasto mercado.


Para isso se faz necessário darmos as mãos para seguirmos em frente enxergando e abraçando as oportunidades além de aprender muito durante todo o processo.


Como empreendedores, precisamos dar certo juntos com as pessoas e devolver um pouco desse processo para sociedade.


E para tal, conte sempre conosco! Colocamos a nossa experiência de 20 anos no mercado de escritório virtual e coworking a sua disposição para ajudar no desenvolvimento do seu negócio.


Nós podemos lhe proporcionar uma redução de custos no seu empreendimento/negócio. Peça-nos seu orçamento.


Somos empresa associada: Associação Nacional de Coworking e Escritórios Virtuais

#pequenonegócio #empreendedor #empreendedorismo #coworking #escritóriovirtual #escritóriocompartilhado #pequenaempresa

ANCEV Associação Nacional de Coworking e Escritórios Virtuais

© 2018 - Multioffice Escritório Virtual | Rua Silveira Lobo, 32 - Casa Forte - Recife - PE | CEP: 52061-030