Blog Multioffice Escritório Virtual
  • Multioffice Escr. Virtual

Afinal o Que é Uma Startup e Como Elas Funcionam?

Atualizado: 10 de Dez de 2019


Somos a empresa Multioffice Escritório Virtual


Escritório Virtual Olinda PE - Infraestrutura Completa e também em Recife e Paulista.


Atuamos desde a década de 90 na capital pernambucana, aliás, somos orgulhosos de afirmarmos nosso pioneirismo na solução para escritório virtual e coworking, recepcionista, atendimento telefônico personalizado, sala para reunião, sala para treinamentos e palestras, endereço comercial/empresarial, domicílio fiscal, networking (posibilidade de ampliar sua rede de contato) e etc.


Como startups também têm tudo a ver conosco, abaixo segue informações preciosas sobre startups e como elas funcionam.


Ah, para mais infomações sobre nossos serviços, entre em contato com a equipe Multioffice Escritório Virtual


Facebook, Instagram, Uber, Apple, Google. Todas essas empresas produziram coisas que milhões de pessoas utilizam no dia a dia.


E todas começaram a partir de “ideias malucas” dos seus fundadores, que encontraram soluções inovadoras para problemas comuns.

Esses são apenas alguns exemplos de Startups, um novo termo utilizado para falar de empresas jovens que inovaram seu mercado de atuação.


E você não precisa ir até o Vale do Silício para encontrá-las, pois o Brasil está cheia delas — e se destacando cada vez mais!

Mas você sabe o que, exatamente, é uma Startup, como elas funcionam, por que são diferentes de outras pequenas empresas e o que você precisa para dar os primeiros passos se quer começar a sua própria startup?

Nesse conteúdo você vai aprender tudo isso e muito mais. Esse tema é mais um incentivo do projeto Mister Empreendedor com o apoio do Multioffice Escritório Virtual - Empresa que atua no segmento desde a década de 90.

O projeto visa espalhar conhecimento para todos os envolvidos com o empreendedorismo.

Boa leitura!

AFINAL O QUE É UMA STARTUP?

O termo Startup vem sendo utilizado com cada vez mais frequência no Brasil, geralmente para se referir a novas empresas que possuem uma cultura inovadora e jovem. Mas poucas pessoas realmente entendem o que define uma startup.

Ser uma startup não é trabalhar de bermuda e chinelo ou ter um escritório parecido com o do Google.

O dicionário Merrian-Webster define “Startup” como “ o ato ou instância de dar início a uma operação”. Porém, nem todas empresas novas podem ser consideradas Startups.

Há quem diga que uma Startup nunca deixa de ser Startup, enquanto outros argumentam que uma empresa só pode ser considerada Startup durante os seus primeiros anos de operação.

De acordo com Neil Blumenthal, co-fundador da Warby Parker, empresa americana que já foi considerada uma Startup, o termo define “... uma empresa trabalhando para solucionar um problema cuja resposta não é óbvia e cujo sucesso não é garantido”.

Ser uma startup significa ter um produto inovador e atuar em uma área de risco, sem a certeza de que a empresa terá sucesso. Portanto, um novo restaurante ou salão de beleza, por exemplo, não podem ser considerados Startups.

Além de não estarem inventando produtos inovadores, existem outras características fundamentais que definem uma Startup.

Todas startups possuem 3 coisas em comum que as diferenciam de outras empresas: contexto de incertezas, escalabilidade e modelo replicável. Vamos entender cada um deles?

OS DIFERENCIAIS DE UMA STARTUP

Entender a diferença entre uma Startup e outros tipos de empreendimentos é essencial para quem quer aprender mais sobre esse universo. Em geral, Startups são empresas que possuem um modelo de negócios inovador e cujo produto ou serviço possui um componente tecnológico.

Porém, nem sempre é o caso. A maneira correta de identificar uma Startup é avaliando se a empresa possui os 3 critérios abaixo.

CONTEXTO DE INCERTEZAS

Uma Startup sempre nasce em meio a incertezas. Como esse tipo de empresa trabalha com negócios inovadores, por isso, no início não há como ter certeza se o produto ou serviço que os empreendedor esse propõem a oferecer irão dar certo.

Dessa forma, a fase de validação no mercado é uma das mais essenciais na vida de uma Startup.

4 Passos Estratégicos de Crescimento Para Pequenas Empresas


ESCALABILIDADE

Conseguir crescer em receita sem aumentar os custos é outro grande diferencial de uma Startup. Esse tipo de empresa, quando alcança o sucesso, é capaz de aumentar a margem de lucro e acumular riqueza cada vez mais.

Leia também:

(parte 01) Simples Nacional. Empreendedor, saiba tudo!


MODELO REPLICÁVEL

Empresas como Uber e Airbnb, que um dia foram Startups, conseguiram criar um modelo de negócio que fosse replicável — ou seja, capaz de entregar o mesmo serviço para todos os clientes em grande escala.

Um restaurante, por exemplo, não é considerado um modelo replicável pois a quantidade de clientes que ele consegue atender é limitado ao espaço físico, número de mesas, número de atendentes e localização geográfica.

Por isso, ter um modelo replicável é uma das características principais que diferenciam uma Startup de outros tipos de empresa.

O MODELO DE NEGÓCIOS DE UMA STARTUP: INOVAÇÃO - Apoio: Multioffice Escritório Virtual. Recife, Olinda e Paulista-PE. Solicite Orçamento

Toda Startup é baseada na criação de um negócio inovador. Porém, não pense que inovar é apenas criar algo novo. Reinventar algo que já vem sendo feito também é uma inovação.

Pense na Uber, por exemplo, que reinventou o serviço de transporte de passageiros e foi marcada como uma das empresas mais inovadoras da atualidade.

Para que uma Startup possa começar a inovar, ela precisa de um Modelo de Negócios, que determina como a empresa converte produto em valor.

Ao contrário de um Plano de Negócios, que é a maneira tradicional de demonstrar para investidores como a empresa irá atingir metas e gerar valor, o modelo de negócios é menos detalhado e mais fácil de entender.



Empresas tradicionais costumam determinar um Plano de Negócios antes do Modelo de Negócios, ou mesmo ignoram a necessidade de um Modelo.

No caso das Startups, no entanto, o modelo deve ser validado antes de se fazer um plano. Isso acontece porque, como já vimos, uma Startup é criada em meio a um contexto de incertezas, e por isso precisa ter dados concretos de que existem consumidores dispostos a pagar pelo seu produto ou serviço, e que a ofertada empresa é escalável.

Agora que você já entendeu a importância de um modelo de negócios para uma Startup, vamos te explicar sobre a metodologia mais utilizada por startups para elaborar um Modelos de Negócios: o Business Model Canvas.


BUSINESS MODEL CANVAS

O Business Model Canvas, chamado em português de Quadro de Modelo de

Negócios, é um padrão global utilizado por milhões de empresas de todos os tamanhos. Ele pode ser utilizado para descrever, criar ou até mesmo mudar um Modelo de Negócios.

O quadro é composto por quatro etapas: como, o que, para quem e quanto. Estas etapas são então subdivididas em partes menores para facilitar o raciocínio.

Como

Na seção “Como”, o empreendedor vai identificar a maneira como sua empresa será criada. Ou seja, com quem ele vai fazer parcerias e que tipo de recursos essas parcerias podem providenciar.

Em seguida, ele irá determinar quais são as atividades chave que precisam ser realizadas para que ele possa atingir a proposta de valor da empresa, quais serão os canais de distribuição e fontes de renda. E finalmente, identificar quais recursos são necessários para atingir a proposta de valor da empresa.

O QUE

Em seguida, será determinado “O Que” a empresa irá fazer. Ou seja, qual é a proposta de valor do empreendimento. Que valor a empresa proporciona aos clientes? Quais problemas ela ajuda a solucionar? Que necessidades do clientes o produto ou serviço da empresa satisfaz?

Próspero ou Preso no Negócio da Família?

PARA QUEM

Depois, vamos ao “Para Quem”. Aqui, detalha-se informações sobre o relacionamento com clientes, segmentos de mercado e canais.

Na parte de relacionamento com clientes,o empreendedor precisa refletir sobre que tipo de relacionamento com o consumidor é esperado da empresa dentro do mercado,qual é o custo desse relacionamento e como ele está integrado no modelo de negócios.

Além disso, também é necessário decidir os segmentos de mercado que a empresa vai atingir, ou seja, para quem ela cria valor equem são os clientes ideais.

E finalmente, serão estabelecidos os canais de contato com o cliente, de acordo com critérios como a preferência do segmento, rentabilidade e hábitos dos consumidores.

QUANTO


Por último, vamos à seção “Quanto”. Aqui, será determinada a estrutura de custos do negócio, ou seja, quais os custos inerentes ao negócio e quais recursos e atividades são mais caras.

Além disso, o empreendedor precisa identificar as fontes de renda. Qual o valor que os consumidores estão dispostos a pagar por esse produto ou serviço? Como eles irão efetuar esse pagamento?

RESUMINDO... Como você pode ver, o Business Model Canvas ajuda o empreendedor a responder perguntas essenciais antes de começar o seu negócio. Além disso, ele é uma maneira de delinear um Modelo de Negócios de maneira simples, sistêmica e utilizando elementos visuais.

LEAN STARTUP


Começar um negócio do zero sempre foi uma tarefa difícil e arriscada. Some a isso ofato que 75% dos novos empreendimentos não vão para frente, e você tem a receita para cabelos brancos na cabeça de qualquer empreendedor.

Tradicionalmente, para começar um negócio, sempre foi necessário criar um Plano de Negócios, apresentar a ideia para investidores, montar uma equipe, lançar um produto e, com sorte, vender.

Essa sequência complexa de eventos, muitas vezes, levava com que o empreendedor desistisse de começar um novo negócio, pois são muitas etapas e muitos fatores pode dar errado entre elas.

Foi aí que surgiu uma maneira mais simples de sistematizar o processo de criação de uma empresa, e esse conceito é chamado de Lean Startup.

O QUE É

Lean Startup significa, em português, “startup enxuta”. Essa metodologia visa identificar e eliminar etapas desnecessárias no processo de criar uma empresa.

Enquanto, na maneira tradicional, o empreendedor tinha que fazer um planejamento minucioso do seu Plano de Negócios, no método da Lean Startup pode haver experimentação e iterações antes de determinar com certeza como funcionará a empresa.

Hoje em dia, muitas empresas já utilizam conceitos da Lean Startup para ter mais chances de darem certo e não arriscar tanto tempo seguindo longos processos. Vamos entender como aplicar essa metodologia em uma startup em ascensão.

COMO APLICAR ESSA METODOLOGIA

De acordo com Steve Blank, professor associado da Stanford University, o método Lean Startup possui três pilares importantes: Business Model Canvas, desenvolvimento ágil e MVP.

O conceito de Business Model Canvas você já aprendeu ali em cima. Com ele, você vai poder mostrar como sua empresa vai gerar valor para os clientes e receita para si, de maneira prática e eficiente. Isso já elimina muito o tempo do empreendedor, que antes teria que fazer um extenso plano de negócios.

Além do Canvas, outro pilar do Lean Startup é o desenvolvimento ágil. Enquanto na maneira tradicional de montar uma empresa, o produto deveria estar pronto para validação com os investidores, no Lean Startup o produto é desenvolvido de forma incremental e compossibilidade de realizar diversas iterações e mudanças. Dessa maneira, não há desperdício de tempo nem recursos.

Finalmente, o terceiro pilar dessa metodologia é o MVP, ou Minimum Viable Product. Esse é um conceito que indica uma versão inicial de um produto, feita com rapidez e economia, e que pode ser apresentada para potenciais clientes.

Com o MVP, o empreendedor pode testar sua ideia, receber feedbacks e validar hipóteses. Assim, ele consegue antecipar problemas e realizar mudanças antes de estabelecer definitivamente qual será o produto da sua empresa.

Nos próximos posts estaremos disponibilizando a continuidade desse conteúdo para você, fique ligado.

Até a próxima!

Leia também:

(parte 02) Simples Nacional. Empreendedor, saiba tudo!


Somos associados - ANCEV | Associação Nacional de Coworking e Escritórios Virtuais.

#escritóriocompartilhadosemrecife #Escritóriovirtualpreço #escritoriovirtualolinda #startups #coworkingrecife #EscritóriosInteligentesemRecifePE #escritóriovirtualemPaulistaPE

ANCEV Associação Nacional de Coworking e Escritórios Virtuais

© 2018 - Multioffice Escritório Virtual | Rua Silveira Lobo, 32 - Casa Forte - Recife - PE | CEP: 52061-030